Comunicação Terapêutica

Intervenção em Crise

Comportamento Suicida

TAGUATINGA SHOPPING TORRE B SALA 728

DIAS: 17 DE NOVEMBRO DE 2018

HORÁRIO: 8H30 ÀS 17H

VALOR: R$ 120,00

INFORMAÇÕES

A sociedade contemporânea exige profissionais de saúde cada vez mais habilitados a responder aos avanços técnico-científicos em detrimento das interações interpessoais, valorizando o ser como um todo. No entanto, percebe-se uma desorientação e desconforto dos que atuam junto às pessoas com transtornos mentais e uns dos motivos que podem afetar as relações interpessoais são a falta de conhecimento a respeito da patologia, incompreensão desse processo, preconceito, impossibilidade de identificação com o outro e alteridade.  

A comunicação terapêutica enquanto ferramenta permite ao profissional e a equipe de saúde compreender as necessidades do indivíduo frequentemente vulnerabilizado pela patologia e suas limitações. Tal comunicação exige ultrapassar a simples conversação, seu embasamento deve se pautar na compreensão empática, cuidado humanizado e no respeito às diferenças individuais. Esse processo visa à criação de espaços que viabilizem a satisfação do sujeito nas suas necessidades, através da partilha das suas vivências, angústias, medos, ansiedade e inseguranças. É essencial familiarizarmos com aquele que é “atípico”, para que essas pessoas possam se sentir visíveis e atuantes na sociedade e propiciar a elas um ambiente que seja benéfico ao seu desenvolvimento pessoal e afetivo.